Nesta sexta-feira, 10, as Centrais Sindicais vão realizar, em todo o País, o “Dia do Basta”, em defesa do emprego, da aposentadoria e dos direitos trabalhistas. Em São Paulo, o ato será às 10 horas, em frente à Fiesp, na Avenida Paulista.
 
   “Será um dia nacional de mobilizações e paralisações. As categorias nas cidades ou estados decidirão como vão se manifestar. O importante é que realizem os atos para mostrar à sociedade que precisamos de mais empregos (num país de treze milhões de desempregados), de manter nossos direitos e de ter aposentadoria digna”, diz Miguel Torres, presidente interino da Força Sindical.
 
Segundo Vagner Freitas, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), “vivemos um ataque sem precedentes na história do Brasil, que reduziu a pó a legislação trabalhista, gerou desemprego recorde, precarizou o trabalho e empobreceu a classe trabalhadora e a classe média. Fizeram um assalto aos nossos direitos, cujo principal objetivo é acabar com a estrutura e a organização sindical, para desregular o mercado de trabalho e fazer do trabalhador refém indefeso e mão de obra barata. Querem retroceder há antes da CLT e da Constituição.

Não recebemos informações sobre atos e manifestações programados no sul da Bahia.