POBREZA EXTREMA SOBE 11,2% NO BRASIL

A porcentagem de pessoas em pobreza extrema aumentou 11,2% entre 2016 e 2017. O que significa que, agora, são 14,83 milhões de pessoas nessa situação, registradas em 2017, ante os 13,34 milhões do ano anterior. Os dados são de um estudo da LCA Consultores com base nos microdados da Pnad Contínua divulgados ontem (11) pelo IBGE.

O Nordeste, apesar de ter sofrido uma alta de 10,8%, acima da média nacional, concentra mais da metade das pessoas em situação de extrema pobreza. O Centro-Oeste foi a região que registrou o maior crescimento do índice no país, de 24%.

É considerada em extrema pobreza a pessoa que tem renda domiciliar per capita de US$ 1,90 por dia ou R$ 136 por mês.